Os transportes funerários em São Paulo

Como proceder em caso de falecimento
8 de Maio de 2014
Serviços Internacionais de Transporte de Corpo
10 de dezembro de 2015

Os transportes funerários em São Paulo

Se um dia você precisar utilizar o processo de traslado de corpos de um ente ou amigo falecido em outra cidade, Estado ou país, ou mesmo se necessitar mudar um corpo de um jazigo para outro, prepare sua paciência, pois o processo para a efetuação do traslado tem uma grande burocracia.

O traslado é necessário quando se precisa transportar um corpo falecido de um local para outro seja outra cidade, Estado ou país, bem como quando se quer tirar um corpo de um cemitério e levar para outro na mesma cidade ou até quando se é necessário mudar o corpo de jazigo no mesmo cemitério.

Cada Estado possui a sua lei que deve ser seguida para se proceder quando existir a necessidade de se fazer o traslado.

Somente se permite os traslados de corpos intermunicipais em veículos especiais e adequados para a finalidade proposta, devendo ser inspecionados e liberados com apresentação de Alvará da Vigilância Sanitária Estadual, observadas as normas pertinentes.

É proibido o traslado de corpos em ambulâncias ou veículos impróprios, ficando a cargo dos órgãos de fiscalização de tráfego as medidas convenientes e em consonância com as disposições legais pertinentes.

Além do valor do processo há o valor da remoção. De um cemitério municipal para outro também municipal ou particular, o preço varia de acordo com a urna comprada pela família. Quando o corpo for levado para outra cidade, o valor da remoção é cobrado pela quilometragem.

Para uma empresa funerária poder prestar o serviço de traslado, é necessário que ela seja cadastrada no Serviço Funerário do Município de São Paulo, para fins de Registro de Óbito, necessário para o transporte de cadáveres, nos termos da legislação em vigor. Para efetuar o cadastro as empresas funerárias devem apresentar cópia autenticada dos seguintes documentos:

 

 

Algumas empresas funerárias oferecem esse tipo de serviço dentro dos pacotes oferecidos nos convênios, já outras cobram separadamente ou então não prestam o serviço. Os valores variam de empresa para empresa.

No caso de traslado de corpos para o Brasil, além do registro de óbito, as autoridades brasileiras determinam que uma série de documentos seja legalizada pela Repartição Consular do Brasil. O Consulado Brasileiro não tem obrigação de custear os valores do proceso, a não ser quando o brasileiro está a serviço do seu país e venha a morrer no exterior.

Outra possível hipótese do país pagar os custos, é quando o Estado estrangeiro possui alguma culpa na morte. O caso de Jean Charles explica bem a situação. O jovem brasileiro foi morto quando entrava em um metrô na estação Stockwell, na zona sul de Londres. Charles foi atingido por oito disparos da polícia londrina, que o confundiu com um terrorista que tentara praticar um atentado na véspera. A pedido do governo brasileiro, a Inglaterra teve de pagar não somente as despesas com o corpo, mas as passagens para que a família de Jean acompanhasse o enterro.

Chamar Operador
Precisa de ajuda?
podemos te ajudar? chame aqui no Whats App. Nossos Valores de Traslados Aéreos e a partir de R$ 2.700,00 Completo.
Powered by